segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Um ano redondo

Tenho a impressão de que 2010 será um ano proveitoso.
Não possuo fundamentos científicos, astrológicos ou esotéricos para basear minha teoria, mas creio que os anos redondos são os mais marcantes de nossas vidas.
Quero ressaltar que redondo não significa o ano com maior número de zeros – se bem que 2000 foi um ano redondo – mas aquele que fecha uma década.
Depois dos redondos, os semirredondos – que marcam a metade da década – são os mais profícuos.
Essa teoria baseia-se em acontecimentos de minha própria vida: em anos redondos eu saí de casa para morar sozinho (1980) e parei de fumar depois de 19 anos de vício (1990); em anos semirredondos eu fiz vasectomia depois do nascimento de minha segunda filha (1985), parei de beber (1995) e terminei meu primeiro livro (2005). Neste ano redondo de 2010, esse livro deve ser publicado.
Aliás, 2010 marca o aniversário de muitos acontecimentos marcantes de minha vida: em março, faz 15 anos que abandonei o vício do álcool; em maio, 20 anos que larguei o cigarro e 25 anos que parei de fazer filhos (repito, para ficar bem claro: parei de fazer filhos em consequência da vasectomia, não por inoperância ou desinteresse).
Sei que não sou o único a apostar as fichas em 2010: pesquisa “Datafolha” apontou que 57% dos brasileiros crêem que sua vida vai melhorar este ano, principalmente do ponto de vista financeiro.
Mas o grande evento que me faz confiar que 2010 será o MEU ANO não é essencialmente financeiro, embora indiretamente possa significar uma ajuda nesse aspecto: é o lançamento de meu livro, As covas gêmeas, pela Editora Brasiliense, de São Paulo. Mais do que o troquinho a mais que pode entrar, significa a realização pessoal. E pode significar – caso esse troquinho a mais esteja além de uns caraminguás – uma reviravolta em minha vida profissional.
Explico: trabalho desde os 17 anos – ou seja, há 36 anos – mas ainda não atingi 30 anos de contribuição à Previdência. Isso significa que não posso me aposentar, ainda que proporcionalmente. Isso significa ainda que, para garantir o leitinho das crianças, tenho de trabalhar regularmente, cumprir horário, essas coisas.
Se a venda do livro garantir mensalmente os rendimentos que um emprego regular garante – podem acreditar, meu salário não é lá isso tudo – eu bem poderia viver da literatura. Já imaginaram? Sem relógio de ponto, sem trânsito complicado, sem tarefas desagradáveis? Ganhar para fazer uma das coisas que mais me dá prazer, que é escrever? Meus poucos mas sempre ponderados leitores acham que estou querendo demais?
Sobre o livro: a cláusula 7ª do contrato de edição diz que “a Editora se compromete a publicar a Obra no prazo de 18 meses contados a partir da entrega dos originais da Obra”. Tecnicamente, entreguei os originais no final de setembro de 2008, o que levaria o término do prazo contratual para março próximo. Como não há registro documental dessa entrega, entretanto, prefiro basear a contagem de tempo a partir da data de assinatura do contrato: 10 de junho de 2009. Fazendo as contas, pois, a Brasiliense tem até 10 de dezembro deste ano para honrar seu compro
misso. Ou seja, deste ano não passa!
Tenho ou não tenho motivos para apostar tudo em 2010?

28 comentários:

Zanfrinha em férias disse...

Gostaria de esclarecer aos "seletos colegas leitores",segundo classificação do autor do Blog,que nessa semana não comentarei nada.Estou em férias e encontrar-me-ei a partir de sexta-feira,em Florianópolis,hospedado(e bem hospedado)na casa do meu seleto,dileto,preferido irmão mais velho.Feliz 2010 a todos.

Blog do Morani disse...

Eita, meu camarada Zanfra! Por seu entusiasmo e fé contagiantes, sem dúvida o ano redondo 2010 será mesmo o seu ano. Praza os Céus que assim seja e que a Editora Brasiliense bote os seus livros nas prateleiras das livrarias, sem esquecer as de Nova Friburgo. Desejo nesse ano redondo todo o sucesso que o amigo tem feito a justicá-lo. Força teve para afastar o alcool e encerrar o tabagismo de sua vida. Eu parei de fumar de estalo já há 40 anos; o bebida, só há 12 anos, mas não era exagerado. Filhos? Já está bom os que tem - na medida certa. Já se acham encaminhados, ou quase. Você cumpriu o seu papel paterno, ajudado por sua esposa. Então, nada a temer em um ano redondo nos quais por toda a sua existência você obteve os sucessos planejados. Será diferente neste? Duvido! Se não for, prometo fazer me enterrar numa das covas rasas, e prometo, ainda, continuar seu leitor tanto cá como ao seu livro. Esperarei, se a Vida esperar por mim, sem pessimismo ou tragédias.
Boas férias em casa de seu mano na Floripa maravilhosa.

Irmão lindo e mais novo disse...

Nossa!Quem vai passar férias na casa de quem?Se você tem um irmão mais velho morando em Florianópolis,deve ser algúem que "Seo" Dindo certamente não reconheceria.Explique ao Morani!

Eliz disse...

Oi Zanfra,


Feliz 2010 para você e sua família! Que este ano seja muito pormissor, e que seu maior desejo se realize, pelo menos um dos seus desejos "a publicação do seu livro".
Boas Férias.

Marco Antonio Zanfra disse...

É, Morani, a vítima sou eu: meu irmão é que vem passar as férias aqui em Florianópolis, onde moro há 12 anos.
Aproveitando: boas férias para quem, Eliz? Eu continuo por aqui, escravo deste Detran.

Vico disse...

É isso aí, seu moço: otimismo e canja de galinha não fazem mal a ninguém - a não ser para a galinha, que, otimista, esqueceu-se de considerar que poderia virar canja. Vamos torcer para que seu livro saia mesmo este ano: cinco anos de espera não é para qualquer cristão!

Rosângela L. Bittencourt disse...

Oi amigo! Estou desde 2007 acompanhando o lançamento de teu livro. São anos de gestação para a criança agora nascer...em 2010.E quero ser uma das primeiras da fila para o autógrafo ( Já estou até fazendo uma reserva,pois no Natal 2010 todos os meus amigos vão ganhar " Covas Gêmeas",há,há,há).
Sou testemunha da luta e quero ser testemunha do triunfo : 2010 será o ano do Zanfra!!!!!
Conta comigo com torcida e apoio.

Nunca pensei em registrar os fatos de minha vida através da terminação dos anos, "redondos ou semi redondos". Você me deu uma grande idéia!

Abçs

Rosângela

cilmar machado disse...

Zanfra:
Como é bom senti-lo alegre, otimista e cheio de planos!
De fato, as datas em si nada representam, a não ser quando marcam decisões que tomamos em nossas vidas e as levamos em frente. Assim são as datas de nosso aniversário, formatura, casamento e outras que, como em seu caso e de muitos de nós, representam resoluções de vida. Continue assim: firme, persistente e amigo. Ah, aguardo também o lançamento de seu livro. Parabéns!...

fábio mello disse...

Bacana, meu camarada. Tomara que o livro finalmente ganhe as ruas, pra que você faça o lançamento aqui em Sampa (também).

Será um ano daqueles. Copa do Mundo, eleições...

Felicidades a todos nós.

Blog do Morani disse...

Sim, estou entendo, mas Floripa se divide em duas: continente e ilha, ligada antes pela Ponte Hercílio Luz, que eu tive o prazer de cruzar em 1964. Seu irmão poderia viver na ilha e você no continente, ou vice-versa, sem se verem por bom tempo, como acontecia a mim e à minha irmã Tieta, recentemente falecida. Morava a 1 quilometro de minha residência e eu pouco a via, assim como ela pouco me via, mas era uma festinha quando nos juntavámos.
Aguenta, meu amigo , que férias é coisa curta!

Marco Antonio Zanfra disse...

Fabião: como o livro vai ser lançado por uma editora com sede em São Paulo, teremos, a princípio, dois lançamentos - em São Paulo e em Florianópolis. Depois, o mundo é o limite. É, meu amigo, 2010 promete: Copa do Mundo, eleições e As covas gêmeas (The twin graves, quem sabe, num futuro próximo)rumo aos anais da literatura mundial.

Ricardo Câmara disse...

Prezado Zanfra;
Parabenizo-te pelas expectativas do ano em curso e sucesso na tua segunda obra, "A covas gêmeas". Não te esqueças de nos relatar em que dia estarão disponíveis nas demais livrarias do país. Pela a tua força de vontade de te livrares do grande mal causado na maioria do ser humano,alcoolismo e tabagismo, demonstras a superação da vida em detrimento do vício.Doravante, as próximas etapas serão as conquistas literárias que com certeza,fluirão a contentos, tendo em vista o farto conhecimento que tens a ser exteriorizado.
Que 2010 seja o marco das concretizações para todos.

Serafim disse...

CARO ZANFRA

Eu,que fui seu companheiro de classe na Faculdade, sei muito bem o quanto gostas de escrever e,o fazes muito bem.Sucesso é o que desejo.Agora,uma pergunta:
Para ter um livro autografado terei que ir até Floripa ou virás à S.Paulo?

Abraços

Marco Antonio Zanfra disse...

O livro deve ser lançado em São Paulo também, Serafim. Em Cerquilho, eu acho mais difícil...

Anônimo disse...

Se Deus quiser, este ano vamos comemorar juntos em sp o lançamento do livro do futuro Dan Brown brasileiro...


abs a todos e feliz 2010
jose luiz teixeira

Marco Antonio Zanfra disse...

Se for pela potencial vendagem, aceito a comparação; se for pela qualidade do texto, sou mais eu.

Jacinto Antonio disse...

Meu amigo Zanfra

Acho que 2010 será justo contigo. Desde que te conheço, tens feito coisas que poderiam ter melhorado a tua vida e da tua família, mas infelizmente ainda não aconteceram com a intensidade que mereces. Torço para que realmente a hora seja agora.
Que a tua competência e dedicação possam ser acompanhadas neste ano por benefícios financeiros e reconhecimento.
Deus é justo. ele está olhando por ti.
Acredito que o teu livro (primeiro de uma série) será um grande sucesso.
Aliás, considerando os desafios que já vencesses, tu já és um sucesso.

Um fraterno abraço,

Jacinto.

Marco Antonio Zanfra disse...

Pois é, Jacinto, quando você vem com essas palavras carinhosas de incentivo até perdoo as semanas consecutivas em que você nem se lembra da existência do blog...

Kafka disse...

É isso aí, companheiro, fé em Deus e pé na tábua. 2010 deve ser um ano cheio de realizações... se o mundo não acabar antes, mergulhado numa dessas catástrofes climáticas...

Fabiano Marques disse...

Um ano redondo! Ainda bem que você não bebe mais, senão, iria tomar aquela água suja chamada Skol para comemorar.
Que venha o livro!!

Bonassoli disse...

Tomara que a Brasiliense não nos force a esperar até 10 de dezembro para ler o livro. Sugiro um esforço de nós teus leitores em enviar uma série de e-mails, cartas, faxes, sinais de fumaça para a editora para solicitar a publicação o quanto antes da obra.

Obs.: Quanto ao comentário lá no blog, não tinha sido aprovado pois já estou na correria novamente. O meu 2010, pelo visto, será ainda mais corrido do que 2009.

Gennara Vitti disse...

Em sua última e esquálida aparição, a Cíntia disse que estava trabalhando muito e com forte gripe; por isso, andava meio sumida. Mas ela prometeu que voltaria com tudo esta semana. Por isso, queria saber onde ela está. Será que ela voltou tão "com tudo" que passou direto?

Marco Antonio Zanfra disse...

É até justificável essa sua cobrança, Gennara, mas eu gostaria de saber quanto tempo você não aparecia por aqui...

Zélia Pinheiro disse...

Oi Zanfra,
Como estou fora do circuito do lançamento do livro, vou ficar sem seu autógrafo, mas não ficarei sem o livro com certeza.
Muito sucesso com o livro e em 2010e adorei a idéia de anos redondos e semi redondos!

Marco Antonio Zanfra disse...

Seja sempre bem-vinda, Zélia, com ou sem autógrafo.

Cintia disse...

E o lancamento aqui nos EUA, pra quando vai ser?
Olha, fique bem famoso por ai, assim eu tambem posso capitalizar de sua fama e posso me tornar sua agente por aqui, abandonando assim emu emprego de longas horas e desfrutando de dos privilegios que sua fama possa me trazer.. To cnasada de trabalhar tambem...
Feliz 2010 pra todos!

Marco Antonio Zanfra disse...

Traduzindo: faço fama e você deita na cama?
O Rui está aqui em casa e manda um abraço.

Anônimo disse...

Quer melhor maneira de levar a vida?

MAnda um abraco pra toda a gangue dele.. e pra sua tambem..