sexta-feira, 17 de setembro de 2010

"As covas gêmeas" vem aí!

Alvíssaras!
Depois de uma semana meio conturbada com a notícia de que a Brasiliense poderia desconsiderar sua decisão anterior de publicar meu livro, recebi ontem, por telefone, a confirmação de que As covas gêmeas continua na programação da editora.
Tudo não passou de um equívoco, como explicou o editor Max Welcman. Ou, como eu tinha pressentido, de uma falha de comunicação: entregaram meu livro a Welcman sem informá-lo de seus antecedentes, de seu pedigree; por isso, ela acreditava ter em mãos apenas “mais um” livro juvenil, e achou que seria difícil e trabalhoso adaptar o texto aos padrões dos livros juvenis com que está acostumado a lidar.
Ou seja: exatamente como eu disse na postagem anterior, o editor não sabia exatamente o que tinha em mãos ao propor a solução “mais justa” para o impasse [que eles mesmos criaram], que seria o “distrato” do contrato de edição.
De maneira que meus poucos mas solidários leitores podem continuar juntando seus trocadinhos para ajudar a transformar As covas gêmeas no best seller que ele – eu, pelo menos, penso assim – certamente será.
Welcman adiantou que o texto será encaminhado para diagramação na próxima semana. Na semana seguinte, devo receber o “boneco” do livro em formato PDF, para minha análise final e aprovação. Se tudo se encaminhar dentro do que espero, mês que vem o livro está pronto.
Quero aproveitar para agradecer aos caros leitores por se terem associado a mim na indignação e revolta diante das perspectivas sombrias que estavam surgindo no horizonte. Com um apoio desses, quem terá medo de lutar até a última gota de sangue para defender seus ideais e direitos?

10 comentários:

Blog do Morani disse...

Boa Zanfra! Alvíssaras ao seu "As covas gêmeas" que você acredita saia antes de o ano terminar.
Acho que todo primeiro livro tende a ser "best seller", pelo menos ao autor que, muitas vezes insone, não deixa de anotar situações que chegam não se sabe de onde, mas que irão se encaixar muito bem à trama da obra. Que bom! Só espero que cheguem a Friburgo os exemplares a serem vendidos. Há um autor jovem ainda, e talentoso, de Minas Gerais - Pedro Maciel -, cujos livros não encontrei nas prateleiras das principais livrarias da minha cidade. Fiz o pedido à Net de três de seus livros por meio da própria livraria. Tudo certo. Já chegaram às minhas mãos, já os li e se encontram em meio aos outros de minha humilde "estante literária". Abraços e... excelente aceitação e boas vendas.

QUE PORRA É ESSA? disse...

Alvíssaras?Meu Deus ,como é bom ter irmão culto.O meu eu quero mal passado.Aliás,adoro essas coisas quase in natura.Só colocar um salzinho e pronto!A sua postagem anterior eu recusei-me a comentar:Deixe a poeira abaixar,que tudo se acerta.Tenho planos,para na noite de autógrafos,tomar umas brejas com minha cunhada oriental preferida e declarar como eu "considero pra caramba"o escritor.

Ricardo Câmara disse...

Prezado Zanfra;
Ainda combalido de uma pneumonia, resta-me algumas forças para impulsionar os teclados.Em todas as grandes obras há o que contar, e a sua não poderia passar despercebida, pois os entraves são muitos,porém superados como é o caso das Covas gêmeas.Agora é só partir para comemorar a vendagem (venda esgotada!). A propósito,o meu exemplar, prefiro autografado.Parabéns e sucesso nas próximas edições.

cilmar machado disse...

Que bom!
Depois da tempestade...

Cintia disse...

Pois eu espero que ja esteja nas livrarias quando eu for ao Brasil em Janeiro..

Voce vai escrever alguma coisa sobre sua priminha na orelha do livro? Ah, seil la.. qualquer coisa..
Beijos

Marco Antonio Zanfra disse...

Vai estar nas livrarias, com certeza... a menos que esteja esgotado!

Débora Rosa disse...

Já sei qual será meu presente de três anos e nove meses... :D André que vá economizando ^^

Vc merece padrinho

Debi, noiva do André (só pra ñ perder o costume...kkk)

Marco Antonio Zanfra disse...

Para aguentar o André durante três anos e nove meses você merece uma biblioteca...

Carlos Martí disse...

Celebro!!!!!

Anônimo disse...

Puxa Zanfra,

Folgo em saber que a publicação de “As covas gêmeas” se avizinha, e que tudo não passou de um mal entendido. Faz pelo menos uns dois anos que esperamos por esse “gran finale”...Congratulações amigo! Tenho certeza da excelência da tua obra literária, a qual conheceremos em breve, se Deus quiser. Um granndddeee abraço e sucesso!!!!!